Saiba como realizar manutenção e Vistoria Preventiva de combate a incêndio

Saiba como realizar manutenção e Vistoria Preventiva de combate a incêndio

Eng. Alex Ussan – 24/04/2021

O objetivo deste Artigo é o de esclarecer algumas questões relacionadas a manutenções e vistorias preventivas dos dispositivos de Prevenção e Combate a Incêndio e Sinalizações de Emergência pertinentes.

Após a emissão do Alvará da edificação, compete ao Síndico e/ou Responsável pelo imóvel manter os dispositivos de prevenção e sinalizações em seu perfeito estado de uso.

Os itens que merecem atenção são os mesmos vistoriados pelo CBMRS para emissão de Alvará ou renovação deste.

A frequência deve ser considerada, pois a qualquer momento pode haver uma Vistoria Extraordinária, onde tudo deve estar em conformidade, além de em caso de sinistro, comprovar que não houve negligência com a prevenção naquele local.

A Vistoria Preventiva Predial possibilita o correto monitoramento e controle sobre a manutenção e gestão dos sistemas de prevenção e combate a incêndio. Conforme critérios e metodologia para sua realização, previstos em normas de Inspeção Predial, identifica eventuais irregularidades e respectivas recomendações do que deve ser ajustado ou recuperado (devidamente organizadas, conforme urgência das ações necessárias), visando sempre a segurança ao usuário e a manutenção da vida útil dos sistemas e elementos construtivos que compõe a edificação.

Abaixo transcrevo alguns itens de NBRs que tratam do assunto:

*Contém uma rotina de inspeção periódica do sistema de detecção e alarme de incêndio, em conformidade com a Norma ABNT NBR 17240.

O inspetor deve: Efetuar a inspeção visual diária da Central de detecção e alarme de incêndio. Tudo deve estar em conformidade com o que recomenda o manual do fabricante do equipamento, de acordo com o previsto no plano de emergência. Além disso, deve inspecionar os demais equipamentos que fazem parte do sistema tais como acionadores manuais, detectores de calor e de fumaça e alarmes sonoros e visuais (sirenes).

*O prédio possui iluminação de emergência, em conformidade com a Norma ABNT NBR 10898.

O inspetor deve vistoriar e testar todas as luminárias.

*O prédio possui sistema de combate a incêndio por hidrantes em conformidade com a Norma ABNT NBR 13714 e tipo l.

O inspetor deve vistoriar todos os hidrantes e:

-Verificar as condições de sinalização, acesso, lacre e alarme, quando houver.

-Verificar as condições, comprimento e o tipo das mangueiras em conformidade com a Norma NBR 11861, tipo I para edifícios residenciais e tipos, II, IV ou V para edifícios comerciais e industriais.

-Verificar o selo de inspeção, manutenção e ensaio hidrostático das mangueiras em conformidade com a Norma ABNT NBR 12779.

*O prédio possui sistema de combate a incêndio por chuveiros automáticos em conformidade com a Norma ABNT NBR 10.897.

O inspetor deve: testar a abertura e fechamento de todas as válvulas de governo existentes e verificar as condições para livre atuação de cada chuveiro (bico).

*Extintores de incêndio.

O inspetor deve: verificar as condições dos manômetros, lacres, travas de segurança, anel e selo de inspeção e validade do ensaio hidrostático dos extintores; Verificar as condições de altura dos suportes, sinalização, capacidade extintora e acesso dos extintores;

Ou seja, deve haver sim uma verificação periódica, que pode ser semanal, mensal, bimestral, trimestral ou anual. Tudo dependerá do dispositivo em estudo.

A Vistoria Preventiva Predial, realizada de forma planejada, e com periodicidade pré-estabelecida, busca possibilitar o atendimento à vida útil dos sistemas e de seu desempenho, bem como o uso mais seguro das instalações, visando, desta forma, minimizar a ocorrência de acidentes, surpresas, imprevistos e situações de pânico.

Encerro com uma frase que consta se não em todos, mas quase todos os documentos do CBMRS:

            “O Incêndio ocorre onde a prevenção falha.”



Open chat